‘Duelo’ marca a estreia em Portugal

O principal bailarino do Royal Ballet ao lado do internacionalmente aclamado pianista brasileiro

0 104

O espetáculo será no dia 20 de fevereiro, no Teatro Tivoli BBVA, e terá a participação de Filipa de Castro.

O principal bailarino do Royal Ballet de Londres, Thiago Soares, finalmente fará a sua estreia num palco de Portugal, ao lado do célebre pianista brasileiro Marcelo Bratke. No dia 20 de fevereiro, no Teatro Tivoli, os portugueses terão a oportunidade única de assistir ao espetáculo “Thiago Soares & Marcelo Bratke – Duelo”.

Desde que estreou no Rio de Janeiro, em julho de 2018, o espetáculo teve sempre casa cheia. Foi assim nas três noites em São Paulo, em festivais pelo Brasil e em Itália, onde a dupla foi vista por um público de mais de 3 mil pessoas.

Em Lisboa, “Duelo” conta com a participação especial de Filipa de Castro, principal bailarina da Companhia Nacional de Bailado.

“Tenho muito orgulho deste espetáculo por ser uma obra de colaboração genuína. O que faz a magia desta apresentação é a nossa conversa entre a dança e a música”, diz Soares, que recentemente tornou-se também estrela do filme da HBO “Primeiro bailarino”, de Felipe Braga, ainda inédito em Portugal.

“Thiago Soares & Marcelo Bratke – Duelo” traz obras de Heitor Villa-Lobos e Ernesto Nazareth. Bratke, que já se apresentou no Centro Cultural de Belém com a Orquestra Filarmónica de Portugal, explica a escolha do título:

“Neste espetáculo que promove um duelo entre culturas, a música e a dança são colocadas lado a lado, ora como elemento de reflexão e ora como elemento de provocação. Tudo acontece em tempo real. Um diálogo aberto onde podemos observar as nuances que retratam as relações humanas”, afirma Marcelo Bratke, aclamado pelo The New York Times por sua interpretação de Villa-Lobos no Carnegie Hall.

“Duelo” é uma homenagem às artes como elemento de comunicação entre povos de diferentes etnias e culturas que formaram o DNA das diversidades culturais presentes no mundo hoje. Do homem nativo, indígena; ao mundo contemporâneo.

“Este espetáculo traz à cena uma contemporaneidade em relação à música e à dança, recorrendo a elementos do passado e do presente, pensando no futuro desses novos formatos.

Muito baseado no resultado de um duelo que é a miscigenação”, diz Bratke, a ressaltar que a escolha das músicas do programa não foi aleatória: “Heitor Villa-Lobos e Ernesto Nazareth foram os grandes protagonistas da miscigenação cultural, que trouxe a capacidade de aproximação do erudito com o popular”.

Marcelo Bratke assina a direção musical do espetáculo e Thiago Soares é responsável pela criação da coreografia.

Obras previstas no programa

Introdução (piano solo) John Cage – “In a Landscape” e Igor Stravinsky – “Tango”
(Dança e Piano) Heitor Villa-Lobos – “Prelúdio das Bachianas Brasileiras n. 4” – “A Maré Encheu”
Ernesto Nazareth – “Coração que Sente” e “Fon-Fon”
Heitor Villa-Lobos – “Branquinha, a Boneca de Louça” – “Polichinelo” – “A Lenda do Caboclo” – “Samba Lê Lê” – “Interlúdio”
(Piano Solo) Ernesto Lecuona – “Mazurka in Glissando”
(Dança e Piano) Ernesto Nazareth – “Pássaros em Festa”

“Thiago Soares & Bratke – Duelo” é promovido por Jungle, Como No! e LadoBe Creative.

Bilhetes: De 15 a 35 euros.
Vendas na Ticketline e nos locais habituais.

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados