EDP corta energia em casa por 16 cêntimos

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Uma dívida no valor de 16 cêntimos levou a EDP a realizar o corte de energia num apartamento na Conchada, em Coimbra. Dois adultos e duas crianças ficaram sem luz durante o dia 23 de novembro e dizem que foram “apanhados de surpresa”.

“Nunca chegou qualquer carta ou comunicação da EDP sobre a dívida. Também nunca apareceu nenhum aviso de corte”, explica António Rocha Fernandes, que faz os pagamentos das contas do apartamento.

“Quando liguei para a EDP, nem queria acreditar. Disseram-me que foi por causa de um acerto de 16 cêntimos. Até perguntei várias vezes o valor em questão, para ter a certeza”, recorda.

António diz ter pedido, por telefone, uma solução. “Deram-me uma referência multibanco para pagar os 16 cêntimos, o que fiz de seguida”, garante. “Agora, quero ver se vão cobrar a taxa de religação, que deve rondar os 45 euros”.

Ao CM, fonte da EDP explicou que “os 16 cêntimos dizem respeito à diferença entre o valor da fatura em dívida e um pagamento efetuado pelo cliente, já depois da data limite do aviso de interrupção, referente a uma fatura já paga” e que “as datas limite de pagamento foram sucessivamente ultrapassadas”.

PORMENORES
EDP diz que cumpriu

A EDP “lamenta a situação” e entende que “cumpriu o que está no contrato”, alertando o cliente, “quer através do aviso previsto na regulamentação, quer através de fatura”.

Contas em dia

António Rocha Fernandes diz manter “todas as contas em dia” e refere ter sido “apanhado de surpresa” pelo corte de luz.

Taxa de religação

Os moradores do apartamento temem agora a taxa de religação. “Por causa de cêntimos vão cobrar cerca de 45 euros. Deviam vir na próxima fatura”.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?