in

EDP Renováveis propõe dividendo de 0,08 euros por ação

Redação, 26 fev 2020 (Lusa) — A EDP Renováveis vai propor um dividendo de 0,08 euros por ação aos acionistas, na próxima assembleia-geral ordinária, marcada para 26 de março, de acordo com uma convocatória publicada na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A reunião, que terá lugar em Madrid, vai debater vários pontos, incluindo a aprovação da “proposta do Conselho de Administração, com o parecer favorável da Comissão Auditoria, Controlo e Transações entre Entidades Relacionadas, para a distribuição de um dividendo bruto de 0,08 euros por ação da EDP Renováveis S.A” o que equivale a um “montante global de 69.784.653 euros que provirão da conta de reserva voluntária”, segundo outro documento, que detalha as propostas.

O pagamento do dividendo será feito em dinheiro em 24 de abril de 2020, segundo a EDP Renováveis.

Além disso, será debatida a ratificação da nomeação de Rui Manuel Rodrigues Lopes Teixeira como administrador ‘Dominical'”, ou seja, ocupa o cargo por ser também acionista da empresa, de acordo com a lei espanhola.

Na assembleia-geral será também debatida uma autorização ao “Conselho de Administração para a aquisição derivativa e venda de ações próprias por parte da EDP Renováveis, S.A. e/ou outras sociedades subsidiárias até o limite máximo de 10% do capital social subscrito”.

Os acionistas da EDP Renováveis irão ainda votar uma delegação no Conselho de Administração da faculdade de emitir uma ou várias vezes, “valores de renda fixa ou instrumentos de divida de natureza análoga (incluindo, sem caráter limitativo, títulos ou notas promissórias) pelo valor máximo legalmente permitido”, bem como “valores de renda fixa ou de outro tipo (incluídos ‘warrants’) convertíveis ou permutáveis, à opção do Conselho de Administração, em ações da EDP Renováveis S.A. ou que deem direito à opção do Conselho de Administração a subscrever ou adquirir ações da EDP Renováveis, S.A. ou de outras sociedades, por um valor máximo de trezentos milhões de euros”.

A assembleia-geral irá ainda votar os documentos de gestão e contas relativos a 2019, bem como analisar a gestão, entre outros pontos.

A EDP Renováveis teve lucros de 475 milhões de euros em 2019, um aumento de 52% em relação a 2018, segundo informação divulgada no dia 20 de fevereiro pela empresa.

Sugestões para ti