Emigrante lusodescendente morre em despiste quando vinha de férias

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um emigrante lusodescendente, residente em França, morreu num despiste quando regressava a Portugal para passar férias com mulher e cinco filhos. Os restantes ocupantes ficaram feridos.

O acidente ocorreu pelas 7.15 horas locais de sexta-feira (menos uma hora em Portugal continental), no município espanhol de Briviesca (Burgos), segundo o Serviço de Emergência de Castela e Leão.

No carro, seguia um casal e cinco filhos menores que, segundo disse ao JN o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, estariam a viajar de Paris para Portugal de férias.

A família de emigrantes, escreve o “El Correo de Burgos”, seguia em direção a Sul, na AP-1, autoestrada no norte de Espanha, quando o condutor perdeu o controlo da viatura, um monovolume de nove lugares, com matrícula francesa. O veículo saiu da estrada e capotou várias vezes, até cair numa valeta.

Os meios de socorro médico e os bombeiros de corporações vizinhas que acorreram ao local já não conseguiram salvar o homem, que ficou encarcerado no veículo, cuja instabilidade dificultou as operações de resgate.

A vítima mortal, de 37 anos, foi identificada apenas como J.M.R.S e, segundo José Luís Carneiro, tem registo de nascimento em Paris.

A mulher, de 32 anos, e os filhos, três rapazes e duas raparigas com idades compreendidas entre um e doze anos, foram levadas para o Hospital Universitário de Burgos menos de uma hora depois do acidente, onde receberam tratamento médico. A mulher já recebeu alta mas os filhos continuam internados.

As autoridades espanholas, em contacto com os serviços consulares, abriram um inquérito para apurar as causas do acidente, estando a tomar as diligências normais para a realização da autópsia ao corpo.

Além do serviço emergente de socorro, acorreu ao local a Polícia Local, a Guarda Civil de Trânsito, os Bombeiros de Burgos, médicos do centro de saúde de Briviesca e ainda duas ambulâncias de Suporte Vital Básico (equivalentes às ambulâncias portuguesas de Suporte Imediato de Vida).

Secretário de Estado deixa apelo

Reiterando a mensagem que dirigiu aos emigrantes, na semana passada, em conjunto com o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, José Luís Carneiro volta a deixar um apelo de especial cuidado na estrada.

Numa altura em que, tradicionalmente, as comunidades portuguesas no estrangeiro regressam ao país para passar férias, o secretário de Estado das Comunidades pede que se pratique uma condução “defensiva”, que passa, entre outras coisas, por “evitar o consumo de álcool” e o “excesso de velocidade”, “verificar a validade da carta de condução”, “cumprir as normas de trânsito e os períodos de descanso necessários” e “evitar ultrapassagens perigosas”.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Qual a sua opinião?