in

Emigrante português asfixiado até à morte na África do Sul

Direitos Reservados

Um comerciante português de 80 anos, natural de Pombal emigrado em Joanesburgo, África do Sul, foi morto este domingo cerca das 8h00 por três indivíduos quando entrava no seu escritório.

De acordo com o Jornal da Madeira, que avança com a notícia, António Vieira terá sido atacado por três ocupantes de um táxi com cinco pessoas no total num parque de estacionamento de uma estação de serviço.

Esses três indivíduos dirigiram-se para o interior da pizzaria, dentro da estação de serviço, e pediram três pizzas. António Vieira explicou que o estabelecimento não estava a funcionar por conta das regras para travar a Covid-19 que se encontram em vigor. 

Um dos três indivíduos, armado, ordenou que António e um empregado de limpeza que ali se encontrava, para se dirigirem para o escritório. O emigrante português foi manietado com fios de eletricidade à volta do rosto e fita adesiva na cabeça causando-lhe a morte por asfixia.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Deixe uma resposta

Loading…

0

Festa ilegal no Porto acaba com detenção de uma pessoa e identificação de 57

Centro de Artes e Criatividade de Torres Vedras foi inaugurado

Sugestões para ti