Empresa da mulher morta pela PSP paga trasladação do corpo para o Brasil

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A empresa onde a cidadã brasileira que foi morta a tiro pela PSP trabalhava vai pagar todos os custos associados à trasladação do corpo da vítima para o Brasil.

De acordo com o jornal Globo, a empresa terá entrado em contacto com a família de Ivanice Carvalho, depois de a mãe desta ter recorrido aos meios de comunicação brasileiros para lamentar a a falta de dinheiro para levar o corpo para o Brasil.

‘Nice’, como era conhecida, era originária do estado do Paraná. Vivia em Lisboa há 17 anos e partilhava casa com o namorado, um mecânico português, que a levava sempre ao trabalho de carro.

Quarta-feira, por não ter carta nem seguro, tentou fugir à PSP, que o mandou parar por confundir o Renault do casal com um Seat de um grupo de assaltantes.

A PSP diz que tentou atropelar agentes, que dispararam cerca de 40 tiros, um dos quais matou ‘Nice’. A chefe desta, grávida em fim de gestação, terá perdido o bebé ao saber da morte. O corpo foi ontem autopsiado.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Qual a sua opinião?