Escravos à venda por 430 euros

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Muitas das pessoas que chegam à Líbia, com o sonho de atravessar o Mediterrâneo e chegar à Europa, acabam por ser vendidos como escravos.

Os leilões que acontecem em pelo menos nove locais, foram denunciados pelo canal de notícias norte-americano, CNN.

A CNN investigou o caso depois de receber um vídeo onde se veem vários homens a serem leiloados. As autoridades locais já prometeram investigar a situação.

No vídeo agora divulgado pode ver-se um homem nigeriano, de camisa branca a ser vendido como “um rapaz forte para trabalho agrícola”. “900… 1.000… 1.100 …”, ouve-se.

O homem que está a fazer a venda não aparece. Segundo a investigação, os leilões ocorrem entre uma a duas vezes por mês em diversas cidades.

A equipa do canal de televisão esteve presente num, perto da capital da Líbia, Tripoli. Cerca de 12 pessoas foram vendidas com valores entre os 430 e 550 euros.

A Organização Internacional para a Migração já tinha alertado para esta realidade.

“Alguns relatos são verdadeiramente terríveis e os mais recentes relatos de ‘mercados de escravos’ para migrantes podem-se acrescentar à longa lista de horrores”, referiu em comunicado, Mohammed Abdiker, diretor de operações da organização.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?