in

Estado da nação: PCP acusa PS de esperar “solução milagrosa que há-de vir de fora”

Lisboa, 24 jul 2020 (Lusa) — O secretário-geral do PCP fez hoje um discurso de estado da nação para dizer que “o que há muito estava mal encontra-se hoje pior” e acusou PS de esperar uma “solução milagrosa que há-de vir de fora”.

Num momento de “acrescida preocupação” devido à pandemia de covid-19, que “fragilizou e debilitou Portugal”, Jerónimo de Sousa afirmou que “o que há muito estava mal, encontra-se hoje pior” com uma “política permissiva” da parte do Governo.

No seu discurso, o líder comunista acusou PS, PSD e CDS de serem incapazes de dar “resposta aos problemas nacionais” e, ao invés, poderem “agravar as consequências” da crise.

“Tal como no passado noutras circunstâncias, mais uma vez, uns e outros, esperam por uma solução milagrosa que há-de vir de fora”, da União Europeia, afirmou.     

A crise causada pelo surto pandémico, argumentou, permitem retirar “lições” que “apontam para a necessidade de assegurar uma política alternativa, patriótica e de esquerda”.

E recordou que o PCP defende a “libertação do país dos constrangimentos” do euro, de “políticas orçamentais restritivas que retraem o investimento” e “impedem de adquirir equipamento que o país carece”.

 

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Medina diz que é “provável” que freguesias da AML saiam da situação de calamidade

Pesca da sardinha prolongada além de julho até atingir as 6.405 toneladas

Sugestões para ti