Estudante português caiu de cruzeiro no Báltico e está desaparecido

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um jovem português de 21 anos caiu ao mar, quando fazia a travessia entre Helsínquia e Estocolmo, num cruzeiro, e está desaparecido há mais de sete dias, avança a TVI.

Diogo Penalva foi visto pela última vez na madrugada de segunda-feira, 13 de novembro, após sair da discoteca do navio Silja Serenade. Terá caído ao mar de uma altura de cerca de 30 metros.

O alerta foi recebido às 02.00 no centro de resgate de Turku, na Finlândia, e as buscas terão começado de imediato. Segundo a imprensa local, envolveram as autoridades suecas e finlandesas, com barcos das respetivas guardas costeiras e helicópteros. Três outros navios de passageiros que também estavam na área foram alertados e ajudaram nas buscas.

“Foram feitas buscas na noite de 12 para 13 [de novembro] e que não foram conclusivas. Este cidadão português continua desaparecido”, garantiu fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, que confirmou o episódio à TVI.

O jovem aluno de Finanças e Contabilidade no ISCTE estava a estudar na Tallinn University of Technology, no âmbito do programa de intercâmbio Erasmus.

O Governo português está a acompanhar o caso do jovem português desaparecido num cruzeiro no Mar Báltico, entre a Finlândia e a Suécia, na semana passada.

“O pai do cidadão português encontra-se a receber o apoio das entidades diplomáticas portuguesas em Helsínquia, nomeadamente no que concerne ao contacto com as autoridades policiais finlandesas, a quem está entregue a investigação deste caso”, sublinhou a mesma fonte.

Os serviços diplomáticos portugueses em Tallin, na Estónia, onde o jovem está a estudar, e em Estocolmo, na Suécia, também estão a acompanhar o caso.

Este artigo foi publicado originalmente no Diário de Notícias

Qual a sua opinião?