Estudantes de Arquitetura de todo o mundo vêm trabalhar num bairro social do Porto para fazer nascer um Lugar de Partilha

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Começa já nesta sexta-feira, dia 28 de julho, o programa “Lugar de Partilha”, um laboratório de autoconstrução para a realização de uma infraestrutura ao serviço da comunidade do Bairro das Campinas, em Ramalde, numa iniciativa da Casa da Arquitectura com o apoio da Câmara do Porto.

A partir das 14 horas, o “Lugar de Partilha” leva até ao Bairro das Campinas um grupo de 20 arquitetos e estudantes de Arquitetura de todo o mundo que se inscreveram para dar o seu contributo neste programa, a decorrer até 11 de agosto.

Durante duas semanas, vão criar uma estrutura para a comunidade do bairro, tendo como coordenadores os arquitetos Roberto Cremascoli, Nicolò Galeazzi e Ivo Poças Martins.

O “Lugar de Partilha” – organizado em colaboração com a Câmara do Porto através da Domus Social, Porto Academy e Junta de Freguesia de Ramalde – é o primeiro ato do programa inaugural da Casa da Arquitectura, intitulado Please Share! e comissariado pelo arquiteto Roberto Cremascoli, que celebra a inauguração das novas instalações da Casa no Quarteirão da Real Vinícola, em Matosinhos, agendada para novembro próximo.

Para Roberto Cremascoli, “é preciso reconsiderar o papel profissional do arquiteto e considerar a arquitetura como uma ferramenta para enfrentar os problemas sociais ligados à cultura projetual contemporânea. Para procurar uma outra forma de conceber arquitecturalmente, temos de estar disponíveis e dispostos a alargar o nosso saber sobre o papel da arquitetura e sobre as potencialidades do arquiteto.

O alargamento do saber provoca uma inevitável abertura total, uma completa disponibilidade para aprender, para transmitir, para partilhar num único laboratório, o lugar de partilha”.

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?