Ex-deputada do PAN pede desculpa aos ciganos depois de ser acusada de xenofobia

A ex-deputada municipal do PAN na Moita diz-se arrependida pelas declarações entendidas como xenófobas contra a comunidade cigana.

PUB

Fátima Dâmaso fez uma recomendação com a ideia de defender a dignidade e o bem-estar dos cavalos, mas acabou a ser acusada de xenofobia e acabou por pedir a demissão. Agora, em carta escrita ao Jornal i,
diz-se arrependida de toda a situação. “Lamento profundamente e peço perdão aos atingidos”, admitiu.

Fátima Dâmaso admite que se precipitou em “várias coisas” e generalizou comportamentos.

A ex-deputada diz “reconhecer o erro”.

“Quem me conhece sabe que não sou racista, até pelo facto de viver em união de facto, há mais de dez anos, com um africano e que, tão indignada fico com um cigano, como com outra pessoa qualquer, quando está em causa uma injustiça, neste caso o maltrato dos animais”, afirmou.

Fátima Dâmaso alegou que o texto foi elaborado depois de ter presenciado maus tratos a um cavalo, o que lhe terá ofuscado “a razão e o julgamento”.

Deputada do PAN demite-se após ser acusada de xenofobia ao falar de como os ciganos tratam cavalos

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Artigos recomendados

Artigos recomendados