Explosão de gás mata idoso dentro de casa

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Uma explosão na cozinha de uma habitação, na localidade de Portela Alta de Baixo, em Castro Marim, esta quinta-feira de madrugada, tirou a vida a António Casimiro Vaz, de 78 anos.

A mulher, Odília Vaz, de 73 anos, escapou à morte por estar noutra divisão e porque a armação de ferro da cama onde estava deitada terá absorvido o impacto dos escombros.

A explosão terá sido causada na sequência de uma fuga de gás que se terá acumulado na cozinha durante a noite. “O estrondo foi tão forte que parecia um tremor de terra. Abanou tudo”, descreveu, ao CM a vizinha Fernanda Gonçalves.

O barulho da explosão chegou a ser ouvida perto do Azinhal, a cerca de três quilómetros do local. A vítima, que atualmente era pastor mas que chegou a estar emigrado na Alemanha a trabalhar na construção civil, terá tido morte imediata. No quarto estava a mulher que, apesar da explosão ter destruído grande parte da casa, escapou à morte.

“Apagámos o incêndio e dois homens foram ao quarto. Em cima da armação da cama onde ela estava deitada estava uma laje de tijolos que eles tiraram imediatamente”, referiu ao CM António Gonçalves, um dos vizinhos que socorreram a mulher sobrevivente. “Estava consciente e não aparentava ter ferimentos. Apenas chamava pelo marido…”, recorda.

Os Bombeiros de Vila Real de Santo António e o INEM assistiram as vítimas e a GNR tomou conta da ocorrência. A Polícia Judiciária esteve no local a recolher vestígios.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!