in

Faltam entregar 1,2 milhões de declarações de IRS e prazo acaba no final de junho

O prazo para os contribuintes tratarem do IRS relativo a 2019 termina no dia 30 de junho, mas ainda estão por entregar 1,2 milhões de declarações, segundo indicam as estatísticas disponíveis no Portal das Finanças.

Até agora foram submetidas através do Portal das Finanças um total de 4.595.345 declarações, distribuídas por 3.188.268 da chamada 1.ª Fase, ou seja, de contribuintes que no ano passado apenas auferiram rendimentos das categorias A (trabalho dependente) e H (pensões) e 1.407.077 da 2ª Fase, ou seja, de contribuintes com outras tipologias de rendimentos.

Tendo por comparação as mais de 5,83 milhões de declarações submetidas durante a campanha do ano passado, este ano estão ainda por entregar mais de 1,2 milhões, a maior parte das quais relativas a contribuintes com outros rendimentos que não os das categorias A e H.

A declaração anual do IRS relativa aos rendimentos auferidos em 2019 começou a ser entregue em 01 de abril tendo o Portal das Finanças registado um máximo histórico no primeiro dia com a submissão de mais de 520 mil declarações.

Nos dias seguintes, de acordo com os dados então facultados pelo Ministério das Finanças, o ritmo baixou para uma média diária de 78.309.

Tendo em conta o número total de declarações já submetidas, o ritmo médio diário de entregas desde o início da campanha ronda atualmente as 68 mil.

A entrega do IRS tem este ano sido marcada por um menor ritmo no processamento dos reembolsos, sobretudo em abril, com a Direção-Geral do Orçamento (DGO) a assinalar que o crescimento da receita deste imposto de 673,8 milhões de euros observado naquele mês “decorre da dilação no início dos reembolsos de IRS, ocorrido em pleno estado de emergência”.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Mais de 421 mil mortos e cerca de 7,5 milhões infetados em todo mundo

Covid-19: Precariedade habitacional, laboral e transportes na origem do aumento de casos em Loures