Festival acusado de racismo após cobrar mais dinheiro a pessoas brancas. Medida gerou polémica

A organização do festival AfroFuture Fest, em Detroit, EUA, decidiu diferenciar os bilhetes para pessoas brancas ou pessoas de cor.

PUB

Os bilhetes eram mais caros para pessoas brancas. Na tabela de preços existia o bilhete “POC” (People of Color – pessoas de cor) que custava 10 dólares e o bilhete “NONPOC para pessoas brancas, que tinha o valor de 20 dólares.

A medida causou polémica ao ponto da artista afro-americana Jillian Graham cancelar a atuação.

A artista que “apoiou publicamente” o festival, pediu que fosse retirada de qualquer “publicidade do evento” quando lhe informaram da “estrutura dos preços”.

Também a plataforma de venda dos ingressos ameaçou eliminar a publicação.

A Eventbrite afirmou que “não permite eventos em que os participantes paguem diferentes preços com base nas suas características, raça ou etnia”.

A organização do AfroFuture Fest voltou atrás na decisão e eliminou a taxa.


Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web