Filha bebé do mais medalhado esquiador americano morre afogada numa festa

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A filha de 19 meses de Bode Miller, ex-esquiador olímpico norte-americano, morreu afogada numa piscina em Orange County, Califórnia, EUA.

Emmy Miller foi encontrada inconsciente em casa de um vizinho, durante uma festa onde Bode e a esposa Morgan estavam presentes, no sábado.

De acordo com a BBC, o ex-esquiador saltou para a piscina para resgatar a criança e ainda tentou ressuscitá-la. Os paramédicos também não conseguiram reavivar Emmy, que foi levada para o hospital.

“[Emmy] não tinha pulso o caminho todo”, disse Tony Bommarito, capitão dos bombeiros de Orange County. “Não acabou bem”.

Numa publicação no Instagram, Bode Miller escreveu que a ele e a família estão “devastados” com a morte da filha. “Nunca num milhão de anos pensámos que sentiríamos uma dor como esta. O seu amor, a sua luz, o seu espírito nunca será esquecido”, disse.

Bode Miller, de 40 anos, é o esquiador com mais sucesso na história dos EUA, tendo recebido seis medalhas nos Jogos Olímpicos de 2010. O norte-americano e a mulher, Morgan, jogadora profissional de voleibol de praia, têm um outro filho e estão à espera de um terceiro bebé.

Bode tem ainda mais dois filhos: Neesyn Dacey, de 10 anos, fruto da relação com Chanel Johnson, e Samuel Bode, de 5 anos, com Sara McKenna.

O mundo do esqui já expressou as condolências à família através do Twitter.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendações

Recomendações

Comente, dê a sua opinião!