Fingiu cancro durante dois anos. Ganhou milhares com peditórios

Daniela Costa, de 33 anos, residente em Albufeira, enganou tudo e todos angariando milhares de euros, através de campanhas solidárias promovidas por empresários e associações, especialmente na zona do Algarve.

Como conta o Correio da Manhã, Daniela fingiu durante dois anos lutar contra um cancro no útero, que se teria estendido aos pulmões e depois aos ossos.

A mulher foi esta terça-feira detida pela Guarda Nacional Republicana, por ordem do Ministério Público, do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro por burla qualificada.

Casada e com três filhos menores, a mulher é “suspeita de ter ao longo de anos angariado diversas quantias monetárias com a falsa alegação de ter uma doença oncológica e de precisar de dinheiro para tratamento”, confirmou o MP.

A atuação de Daniela Costa foi desmascarada em outubro do ano passado, quando a mulher estava na Fundação Champalimaud, em Lisboa, onde ia muitas vezes, fingindo sofrer de cancro.

A sua atuação despertou suspeitas entre os profissionais e a PSP foi chamada. Acabou por ser levada para a psiquiatria. Não há registo de que tenha qualquer problema oncológico mas foi-lhe diagnosticada uma perturbação psíquica.

Em Albufeira, a situação foi recebida com choque pela população, pois, tal como o CM então noticiou, houve quem promovesse jantares, angariações de fundos, concertos e festas.

Até foram colocadas ‘latinhas’ em lojas e estabelecimentos de restauração para recolher apoios para a Daniela.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados

Recomendados