Frederico Varandas pede proteção à FIFA para clubes formadores

Frederico Varandas reuniu-se esta quinta-feira com Gianni Infantino, presidente da FIFA, organismo sedeado em Zurique, na Suíça, próximo do local onde a equipa liderada por Marcel Keizer tem realizado o estágio de pré-temporada. O líder leonino abordou dois temas que considera fundamentais para a sobrevivência de clubes como o Sporting. Por um lado, o mercado de transferências, que considera “selvagem”, e, por outro, a necessidade de proteger os clubes formadores.

“Mostrei as minhas duas grandes preocupações. Uma delas é a falta de regulação do mercado de transferências. Vivemos numa fase em que há um mercado verdadeiramente selvagem, em que os clubes estão cada vez mais pobres. As receitas vão aumentando, mas, cada vez, o dinheiro fica menos nos clubes e tem de, de uma vez por todas, haver coragem para uma regulação das tranferências”, explicou Varandas, à Sporting TV, resumindo que, se tal não vier a acontecer, o clube verde e branco irá sentir-se cada vez “mais estrangulado” e com “dificuldades de sobrevivência.

Em relação à proteção dos clubes formadores, o presidente dos leões foi ainda mais incisivo. “O segundo aspeto foi falar da nossa história, da nossa tradição, como um clube que formou os melhores jogadores do futebol português, que formou dois ‘bolas de ouro’, um dos quais, o melhor jogador português de todos os tempos e um dos melhores do mundo, tem de ser protegido. Não falo só do Sporting, falo de todos os clubes formadores, e hoje estes clubes têm uma grande dificuldade a lutar contra gigantes, que chegam a estes jogadores mesmo antes de eles assinarem o primeiro contrato profissional. E nós não temos qualquer tipo de proteção”, lembrou Frederico Varandas, no final do encontro com Gianni Infantino.

Publicado originalmente em: Record

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web