Freira radical morta por asfixia após ser violada por toxicodependente

A freira Antónia Pinho, de 61 anos, foi encontrada morta numa casa, ao início da tarde deste domingo, na Rua da Arrifana, em S. João da Madeira.

Conhecida por se deslocar de lambreta pelas ruas da cidade, Antónia Pinho ajudava idosos e toxicodependentes, conta o Correio da Manhã.

A irmã ‘Tona’ este domingo disse que ia à missa mas não apareceu. Foi encontrada morta em casa de um cadastrado.

Suspeita-se que tenha sido violada e asfixiada durante o ato abusivo.

O crime terá ocorrido por volta das 14 horas.

O suspeito é um toxicodependente com cerca de 40 anos, anteriormente condenado pelo crime de violação que saiu em liberdade há apenas três meses.

Numa primeira abordagem pelas equipas de socorro, o homicida alegou que foi a freira quem o convidou para manterem relações sexuais.

Após ser levado pela PJ para interrogatório, acabou por confessar o crime.

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web