in

Funcionários de fábrica de carne trabalham doentes por temerem desemprego

Adobe Stock

Mesmo quando estão doentes, os funcionários de uma fábrica de carne vão trabalhar por temerem ir para o desemprego. A informação, avançada pelo jornal britânico Mirror afirma que o primeiro alarme para esta situação foi o facto de uma série de fábricas de alimentos ter sido atingida com surtos de covid-19. 

Até 25 de junho, quatro fábricas tinham relatado que mais de 450 trabalhadores testaram positivo para o vírus. Numa reunião entre os sindicatos, os representantes afirmaram que os trabalhadores “não se podem dar ao luxo” de cumprir isolamento porque ficariam a ganhar pouco menos que 95 euros por semana.

“Agora temos equipamentos para medir a temperatura mas, mesmo quando o “alarme dispara”, tem um gerente parado que lhe diz: “Não se preocupe, continue”, afirmou Brian Troake.

A British Meat Processors Association contestou estas afirmações, alegando que os trabalhadores não são explorados ou têm contratos precários.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Deixe uma resposta

Loading…

0

Catarina Martins acusa Rio de fazer favor a Costa no fim dos debates quinzenais

Covid-19: Permitida retoma da temporada taurina com aumento de lotação das praças