Galeria Municipal do Porto inaugura a 8 de dezembro a exposição “Transantiquity” que abre reflexão sobre a presença da Antiguidade na atualidade

0 73

A Galeria Municipal do Porto apresenta a partir de 8 de dezembro Transantiquity, a sexta e última exposição de 2018.

Com curadoria de Filipa Oliveira e Guilherme Blanc, o projeto expositivo inclui obras de 20 artistas cujo trabalho estabelece uma relação entre os paradigmas da Antiguidade e o tempo contemporâneo. De que forma estamos condicionados pelo “cânone clássico” da Grécia Antiga e da Roma Antiga, berços da civilização ocidental?

A exposição propõe que, nos tempos de crise política e social em que vivemos, é vital reavaliar os fundamentos da Antiguidade, que ciclicamente alicerçam as sociedades ocidentais, simultaneamente questionando as suas fronteiras temporais e geográficas e respetivas narrativas.

Num mundo cada vez mais globalizado, como pode essa reflexão revelar diferentes perspetivas e orientar possíveis futuros?

A linearidade do Tempo e o desejo cíclico pelo “clássico”, as ruínas do passado e as ruínas contemporâneas são alguns dos temas abordados na exposição, que inclui obras de artistas de múltiplos contextos, origens e práticas: Ana Mendieta, Ana Vieira, Basim Magdy, Benoît Maire, Clemens Von Wedemeyer, Derek Jarman, Dineo Seshee Bopape, Fernando Lanhas, Francisco Tropa, Gabriele de Santis, Grayson Perry, Guan Xiao, Haris Epaminonda, Jeronimo Voss, Joana Escoval, Mariana Castillo Deball, Mary Reid Kelley e Patrick Kelley, Núria Güell, Pablo Bronstein e Vasco Araújo.

Com entrada livre, a Galeria Municipal apresenta Transantiquity até 17 de fevereiro de 2019.

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web