Governo apela aos emigrantes que regressam de férias para que façam uma condução defensiva

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

O Governo lembra ainda que os portugueses que residem no estrangeiro contam, em território nacional, com «uma cada vez maior rede de Gabinetes de Apoio ao Emigrante», instalados em 133 municípios e freguesias de Portugal continental.

Estes espaços destinam-se aos portugueses emigrados, aqueles que já regressaram ou que irão regressar, bem como os que pretendem iniciar um processo migratório.

Os gabinetes funcionam de forma semelhante à das Lojas do Cidadão, onde os portugueses podem «tratar dos assuntos inerentes à vivência passada de emigrante (segurança social, equivalência de estudos, investimentos, duplas-tributações, entre outros), bem como à intenção de iniciar uma experiência de emigração».

Este artigo foi publicado originalmente no Portal do Governo de Portugal

Qual a sua opinião?