Governo manda encerrar a discoteca Urban Beach após mais um caso de violência

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A discoteca lisboeta Urban Beach recebeu esta madrugada de sexta-feira uma ordem de encerramento por parte do Ministério da Administração Interna, confirmou ao PÚBLICO Paulo Dâmaso, presidente do Conselho de Administração do Urban Beach.

A decisão acontece depois da partilha de um vídeo viral que mostra os alegados seguranças do espaço a agredirem dois jovens, junto à entrada da discoteca.

A notificação do despacho do Ministro da Administração Interna foi feita cerca das 4h30 e o estabelecimento encerrado, tendo procedido à evacuação do espaço e à retirada das pessoas que se encontravam no interior.

Além do encerramento do espaço, a Polícia de Segurnaça Pública procedeu ainda à detenção de um dos alegados agressores.

Em declarações ao PÚBLICO, Hugo Palma, porta-voz da PSP, confirmou a detenção de um dos suspeitos envolvidos na agressão, detalhando que todos os seguranças estão identificados, mas as autoridades só conseguiram ainda deter um dos envolvidos, que não se encontrava na discoteca aquando a detenção.

No comunicado do Governo, o MAI revela que “determinou o encerramento do estabelecimento K Urban Beach, na sequência dos acontecimentos da madrugada de 1 de Novembro”.

Além disso, para além dos acontecimentos recentes, “a avaliação assentou igualmente nas 38 queixas efectuadas à PSP sobre este estabelecimento ao longo do ano de 2017”.

O administrador do espaço nocturno afirma que ainda não teve acesso ao comunicado emitido pelo Ministério da Administração Interna (MAI), mas que o próximo passo será a sua avaliação pela seguradora da discoteca. Só depois disso é que serão conhecidos novos desenvolvimentos.

O Ministério Público abriu um inquérito às agressões na discoteca e a Câmara Municipal de Lisboa pediu uma reunião com a secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna para discutir este episódio.

A decisão de encerramento foi tomada após audição do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

A administração da discoteca lisboeta Urban Beach informou ainda na quinta-feira que tomou medidas para “afastar de imediato” os seguranças responsáveis pela agressão, que integram a empresa de segurança PSG Segurança Privada. A PSP também se encontra a investigar o caso.

A empresa que emprega os seguranças emitiu um comunicado onde lamenta e “repudia comportamentos desta natureza”, comprometendo-se a apurar responsabilidades e a garantir “que os responsáveis serão punidos de forma exemplar”.

Este artigo foi publicado originalmente no Público

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?