Incêndio de Vale de Cambra leva 13 pessoas para o hospital

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Um incêndio na vila de Macieira de Cambra, Vale de Cambra, consumiu, pelo menos, três viaturas, uma escola e algumas habitações. Sete bombeiros e seis civis foram para o hospital.

As chamas atingiram um edifício devoluto, onde funcionou uma escola do primeiro ciclo, e, segundo testemunhos no local, pelo menos três carros foram carbonizados e algumas casas também arderam.

O fogo ameaça ainda chegar a mais habitações, de onde foram, entretanto, retiradas várias pessoas.

“A situação está complicada. Uma casa ardeu e uma escola está devoluta. Há pessoas retiradas”, disse ao JN o comandante dos Bombeiros de Vale de Cambra, Vítor Machado.

Além dos dois bombeiros e seis civis que deram entrada no hospital (os últimos, por ansiedade), cinco operacionais ficaram feridos em despiste, seguido de capotamento, no combate às chamas.

“Está um descontrolo total,” desabafou, ao JN, o presidente da Câmara de Vale de Cambra, José Pinheiro, que se encontra no local.

As chamas estão a ser combatidas por várias corporações de bombeiros do distrito de Aveiro, com a ajuda de um meio aéreo.

A rede SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal) está a funcionar com algumas falhas.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?