INEM esclarece evacuação de helicóptero de Pedro Santana Lopes

Pedro Santana Lopes e Paulo Sande, da Aliança, sofreram hoje um acidente na Auto-Estrada A1, na zona de Leiria, quando seguiam de Coimbra para Cascais, em dia de campanha eleitoral para as Europeias.

PUB

O líder da Aliança foi transportado de helicóptero para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC). Paulo Sande seguiu de ambulância.

Segundo a Comissão Executiva da Aliança o estado e saúde de ambos é estável: “De acordo com as mais recentes informações disponibilizadas pelo Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, a situação clínica de ambos é estável e favorável”, informa a Comissão Executiva da Aliança, acrescentando que “havendo nova informação”, relativamente ao estado clínico, a mesma será prestada pelo partido.

O INEM publicou na sua página oficial no Facebook um esclarecimento sobre todo o processo que levou à evacuação por helicóptero de Pedro Santana Lopes.

Leia o post na íntegra:

“O Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) recebeu às 17h05 um pedido de ajuda para um acidente grave com capotamento, na A1, km 136, com duas vítimas encarceradas (sexo masculino, aproximadamente 60 anos).

O CODU acionou o Helicóptero de Emergência Médica de Santa Comba Dão, a Viatura Médica de Emergência e Reanimação dos Covões e duas Ambulâncias de Socorro dos Bombeiros Voluntários de Pombal e Soure.

No local, as equipas médicas avaliaram e procederam à estabilização das vítimas. Em função da avaliação clínica realizada, uma das vítimas foi helitransportada para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) com suspeita de traumatismo torácico, e a outra vítima foi transportada de Ambulância também para os HUC, com acompanhamento da Equipa Médica da VMER dos Covões, com suspeita de traumatismo craniano.

O serviço público prestado 24/24 horas pelo INEM – cuidados de emergência médica pré-hospitalares – é universal, gratuito, e exige igualdade de tratamento para todos os cidadãos que se encontrem em território de Portugal Continental e que dele necessitem, independentemente da sua situação económica, social, cultural, das convicções filosóficas, religiosas ou políticas.

O INEM é o organismo do Ministério da Saúde responsável por coordenar o funcionamento, no território de Portugal Continental, de um Sistema Integrado de Emergência Médica, de forma a garantir aos sinistrados ou vítimas de doença súbita a pronta e correta prestação de cuidados de saúde.

A prestação de cuidados de emergência médica pré-hospitalares no local da ocorrência, o transporte assistido das vítimas para o hospital adequado e a articulação entre os vários intervenientes do Sistema, são as principais tarefas do INEM.

Através do Número Europeu de Emergência – 112, este Instituto dispõe de múltiplos meios para responder a situações de emergência médica.”


Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web