in

José Augusto Dias, o bombeiro com 39 anos de experiência que morreu a combater as chamas na Lousã

José Augusto Dias, de 55 anos, morreu este sábado a combater as chamas que deflagram na Serra da Lousã.

O Sub-chefe Bombeiros de Miranda do Corvo tinha 39 anos de experiência.

Fonte oficial da Autoridade Nacional de Proteção Civil confirmou ao CM esta noite a morte do chefe de uma equipa de cinco elementos dos bombeiros daquela corporação.

A equipa viu-se cercada pelo fogo e dois elementos separaram-se. O chefe da equipa foi encontrado morto e um outro bombeiro sofreu queimaduras graves nas pernas e está a ser acompanhado pelo INEM. Encontra-se em situação estável e a ser encaminhado para um hospital em Coimbra.

O fogo terá tido origem na trovoada seca que durante a tarde provocou dezenas de focos de incêndio no norte e centro do País.

As chamas já se encontram dominadas e os trabalhos de rescaldo já tiveram início.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Universidade contra decisão de Trump de expulsar estrangeiros com aulas ‘online’

PCP defende produção nacional e valorização do trabalho no próximo Orçamento do Estado