Jovem de 22 anos espanca homem brutalmente e filma-o a morrer

Um homem de 22 anos está acusado pelo Ministério Público de espancar brutalmente até à morte um homem com 66 anos no Porto.

O arguido, que nasceu na Colômbia, filmou a vítima a morrer.

Enquanto filmava a vítima “nos seus últimos momentos de vida”, o arguido dirigia-lhe insultos associados às suas preferências sexuais, “retirando prazer desse ato”.

Roubou ainda alguns bens pessoais e prosseguiu com a sua vida “como se nada se tivesse passado”, cita o Correio da Manhã.

A vítima que morava no Porto acolheu o jovem, mas desconhecia que este era procurado internacionalmente para cumprir 14 anos de prisão por outros crimes, em Espanha.

Segundo o Ministério Público, o sexagenário apenas sabia que tinha sido expulso de uma casa-abrigo do Porto “por questões de mau comportamento” e quis acolhê-lo na sua residência, chegando mesmo a pagar-lhe as despesas.

O espancamento, seguido de roubo de bens pessoais da vítima, foi consumado entre as 11h00 e as 14h00 de 11 de fevereiro de 2019, na residência do sexagenário, na Rua de Santos Pousada, no Porto.

A vítima foi depois encontrada no dia seguinte por uma vizinha.

O julgamento vai realizar-se no Juízo Central Criminal da Comarca do Porto (tribunal de São João Novo), com as audiências marcadas para 25 de setembro e 2 de outubro.

O arguido está em prisão preventiva à ordem deste processo no Estabelecimento Prisional do Porto.

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web