Jovem vendia bolos de canábis por 5 euros

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A GNR de Braga fez uma apreensão insólita – 50 queques de canábis que um jovem, de 23 anos, transportava numa mochila. Admitiu que tinha sido ele a confecionar os bolos e foi constituído arguido.

O caso foi entregue ao Ministério Público de Vila Nova de Famalicão. Os queques destinavam-se à venda: por dois bolos, o jovem cobrava cinco euros.

Os queques de canábis estão na moda, sobretudo nas festas frequentadas por universitários, confirmaram vários estudantes ao CM. E na internet não faltam receitas de ‘space cookies’, que se transformaram num sucesso em Portugal.

O jovem foi interpelado pela GNR de Braga quando estava num carro com três universitários, estacionado num posto de abastecimento de combustíveis, em Maximinos, num dos acessos à cidade de Braga.

Eram 04h30 de domingo e a situação levantou suspeitas aos militares da patrulha da GNR. Depois de revistarem os jovens, e devido ao cheiro intenso a canábis no interior do veículo, os guardas encontraram na mochila um tupperware com 50 bolos, nos quais um dos ingredientes era canábis.

PORMENORES
Quantidade por apurar

A quantidade de droga utilizada para confecionar os bolos não foi ainda apurada e, por isso, o jovem não foi detido. Os queques terão que ser analisados em laboratório para a investigação saber que quantidade de droga o jovem tinha com ele quando foi abordado pela GNR.

Notas de cinco euros

No bolso, o arguido, que trabalha numa empresa de peúgas, tinha diversas notas de cinco euros, mas não foram apreendidas. Era esse o valor cobrado por cada par de queques de canábis vendidos.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?