in

Lançada petição para atribuição de subsídio vitalício a família do ator Bruno Candé

Direitos Reservados

O grupo Ação Cooperativista colocou hoje, ‘online’, uma petição, na qual exige “ao Governo que disponibilize, de imediato, um subsídio vitalício para a família de Bruno Candé”, ator negro assassinado na via pública, no concelho de Loures, no passado sábado.

A Ação Cooperativista — Artistas, Técnicos e Produtores, entidade surgida na área da cultura, no contexto de resposta à crise provocada pelo impacto da pandemia covid-19 no setor, lembra que “o Governo incumpre a Constituição ao não agir ativamente na erradicação do racismo e qualquer outra forma de discriminação”, referindo que a “discriminação racial é crime no nosso país (Artigo 240º Código Penal)”.

Os peticionários apontam o ódio racial como tendo estado na origem do crime cometido no passado sábado.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Deixe uma resposta

Loading…

0

Amianto será removido em mais de 250 escolas de Lisboa, Alentejo e Algarve

“Défice é o reflexo do Estado fazer o que deve numa crise” — ministro da Economia