Levava 3 milhões em dinheiro vivo escondidos em alface

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Numa abordagem de rotina a um camião carregado com produtos agrícolas perecíveis, a Polícia Rodoviária brasileira apreendeu numa estrada no interior do Paraná, estado no sul do país, uma verdadeira fortuna em dinheiro vivo.

Escondidos sob um carregamento de alface e alho, os agentes encontraram nada menos de 3,15 milhões de euros em dinheiro vivo.

De acordo com a corporação, o camião foi parado na noite desta quinta-feira por acaso ao passar pelo posto da polícia rodoviária localizado na estrada BR 116, na altura da cidade de Campina Grande do Sul.

O dinheiro foi localizado sob a carga depois de parte desta ter sido retirada do veículo, numa fiscalização habitual feita por amostragem, ou seja, em veículos escolhidos ao acaso entre os muitos que circulam por aquela movimentada estrada.

Parte do dinheiro era de notas de dólar, ao todo 1,2 milhão da moeda norte-americana. O restante era em notas de real, a moeda brasileira.

O motorista, preso em flagrante, não conseguiu explicar aos agentes nem a origem nem o destino da fortuna em dinheiro vivo camuflado debaixo das alfaces, nem quem é o seu dono.

Ele disse que nem sabia que transportava aquela fortuna, pois o camião foi carregado por outras pessoas.

O veículo tinha saído de São Paulo e dirigia-se para Foz do Iguaçu, cidade no extremo oeste do estado do Paraná e que faz fronteira com o Paraguai e a Argentina.

Por isso a polícia aventa, entre outras hipóteses, a possibilidade de o dinheiro ser de uma fação criminosa e se destinar ao pagamento de uma grande compra de droga no Paraguai, onde traficantes brasileiros costumam adquirir grandes quantidades de cocaína, entre outras.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendado pelo Informa+

Qual a sua opinião?