in

Luís Filipe Vieira diz que é o “único culpado” e admite sair: «Vou falar com a minha família»

Luís Filipe Vieira assumiu as culpas pela época do Benfica, que hoje perdeu na Madeira e ficou ainda mais longe do título. Ao mesmo tempo, o presidente deixou a porta aberta à saída do clube. “Enquanto estive no Benfica nunca verguei a nada e em Lisboa, quando chegar, espero não vergar. Mas até lá muito se vai passar, tenho de falar com a minha família”, disse. 

“Não vale a pena esconder, o único culpado sou eu. Só foi possível chegar aqui porque estivemos estabilidade. Para conquistarmos um ‘bi’ estivemos 31 anos, para conquistarmos um ‘tri’ estivemos 39 anos e para conquistar um ‘tetra’, que nunca o fizemos, fizemos agora. É algo que só se faz com muito amor, muita paixão, muito profissionalismo, muita determinação e dando tudo de nós próprios em prol do Benfica. Aqueles que se vergam perante uma derrota, devo dizer que nunca me verguei a nada”, começou por dizer na sala de imprensa.

“Acreditem que é mesmo com um profundo sentimento de benfiquista que digo: não deixem voltar um pouco do passado porque fomos nós todos que demos cabo do Benfica e fazer o que fizemos ao longo destes 20 anos é muito difícil, tanto em termos de estruturas, em termos desportivos, como em termos financeiros. Tudo tenho dito aos benfiquistas e hoje volto a dizê-lo de cara bem lavada: sou o único culpado, não há aqui mais culpados”, vincou Vieira.

Este artigo foi publicado originalmente no Record

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Vírus já matou mais de 502 mil pessoas e infetou mais de 10 milhões no mundo

Vitalino Canas decide retirar candidatura ao Tribunal Constitucional