Mãe asfixia o filho até à morte por medo de perder a custódia

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Lesley Speed, de 44 anos, matou o filho, de sete, por medo de perder a custódia do menino. A mulher, natural de Rushbury, no Reino Unido, usou um lenço e almofadas para asfixiar Archie até à morte.

O crime ocorreu a 21 de setembro do ano passado na casa onde o menino vivia com a mãe. A mulher foi encontrada com golpes de faca no pescoço logo após ter matado Archie, o que levou o tribunal a não ter dúvidas de que Lesley estaria envolvida, revela o jornal britânico Metro.

Em frente ao juiz, a britânica recusou ter tirado a vida à criança, alegando que o encontrou enforcado com um lenço no seu quarto. “Os meus filhos são a minha vida. Nada me faria tirar-lhes a vida. Vocês estão errados. Nada me faria tirá-lo deste mundo”, afirmou.

Contudo, o companheiro de Lesley, que descobriu o corpo da criança morta no quarto e a namorada ferida na casa de banho, revelou que a mulher lhe confessou ter cometido o crime.

O tribunal deverá proferir a sentença amanhã.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!