Mãe de menina que morreu em Cascais investigada por homicídio negligente

Mónica Rosário, a mãe da pequena Mariana, de 10 anos de idade, que morreu domingo na sequência de um acidente quando viajava na bagageira de um carro em Manique, Cascais, está a ser investigada pelo Ministério Público (MP) de Cascais, revela hoje o Correio da Manhã. O inquérito pretende apurar a prática de um homicídio por negligência rodoviária.

Fonte da GNR explicou ao jornal que Mónica Rosário não foi interrogada, apesar de ter conduzido o carro e de estar alcoolizada. Como a infração detetada é uma contraordenação (conduzia com 0,5 g/l), o MP ordenou a continuação da investigação.

A mulher fica em liberdade, mas vai ser chamada a depor, já que “são evidentes os sinais de comportamento negligente ao volante”.

O pai da menina e marido da condutora estava em casa com outros filhos quando recebeu a trágica notícia.

Em declarações ao ‘Programa da Cristina’, na SIC, Alexandre Santos mostrou-se visivelmente abatido e emocionado.

“A minha filha estava no chão e chamou por mim. Foram as últimas palavras”, disse.

“A minha esposa cometeu um erro. Como se carrega um ‘fardo’ destes? Não se carrega. Não sei. Ela chamou por mim antes de morrer. Perdemos a nossa filha… o que é que digo aos irmãos?”, desabafou.

A mãe da criança deverá ser presente a tribunal para responder por este acidente e ser-lhe aplicada eventuais medidas de coação.

Publicado originalmente em: Correio da Manhã

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web