PUB

Mãe pede que ex-marido não seja executado após matar os 5 filhos do casal

5.350

Amber Kyzer viu os cinco filhos serem mortos pelo ex-marido, pai das crianças.

PUB

Em tribunal, a mulher não conteve a emoção ao testemunhar contra o ex-marido, que enfrenta agora uma pena de morte pelos crimes. A norte-americana pediu ao júri que Tim Jones não fosse executado.

Amber Kyzer disse que apesar de desejar que o sistema legal americano “fritasse” o ex-marido, não escolheria executá-lo porque “os filhos amavam-no”.

A mulher acrescentou ainda que respeitaria qualquer decisão que o júri tomasse – quer pena de morte ou prisão perpétua.

Tim Jones, de 37 anos, matou os cinco filhos, de um a oito anos de idade, na sua residência, perto de Lexington, no estado de Kentucky, no dia 28 de agosto de 2014.

O homem ficou furioso quando viu um dos filhos, Nahtahn, de seis anos, a brincar com uma tomada. Após matar a criança, decidiu estrangular os outros quatro filhos.

De seguida, embrulhou os corpos em plástico e colocou-os no carro. Foi apanhado pela polícia numa operação Stop.

No julgamento, declarou-se inocente, alegando ter cometido o crime por “motivos de insanidade”, por sofrer de esquizofrenia não diagnosticada.

Mãe emocionada com carta escrita à filha

Diante do juíz, Amber decidiu ler a carta que tinha escrito à filha mais velha, para a consolar do divórcio dos pais, e não conteve a emoção.

Em lágrimas, a mulher contou que os filhos estavam desolados com o divórcio, e que sentiu a responsabilidade de lhes explicar o porquê da sua decisão.

Mãe em lágrimas ao testemunhar contra ‘ex-marido’ que matou os 5 filhos

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Artigos recomendados

Artigos recomendados