Magnitude do sismo no México revisto para 7.1

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A magnitude do sismo que abalou hoje a cidade do México foi revisto para 7,1 na escala de Richter com epicentro a 12 quilómetros a sudeste de Axochiapan, no estado central de Morelos, a uma profundidade de 57 quilómetros.

Segundo o Serviço Nacional de Sismologia (SSN), o sismo foi registado às 13:14 (hora local.

O SSN atualizou a informação dada anteriormente num relatório preliminar que indicava um sismo de magnitude 6,8 na escala de Richter, com epicentro localizado a sete quilómetros a oeste de Chiautla de Tapia, no estado central de Puebla.

O coordenador da proteção civil do México, Luis Felipe Puente, escreveu na rede social Twitter que milhares de pessoas fugiram de edifícios de escritórios ao longo da avenida central Reforma à medida que os alarmes disparavam e o trânsito parou junto monumento do Anjo da Independência.

O fenómeno provocou danos graves em edifícios que ficaram com as fachadas destruídas e as ruas preenchidas com destroços, segundo agências internacionais.

Segundo a EFE, o sismo provocou também cortes na eletricidade e nos serviços telefónicos, não tendo sido registadas vítimas até ao momento.

Os meios de comunicação mostram edifícios parcialmente destruídos nas colónias centrais da Condessa, Roma e Vale, e ainda fugas de gás e fogo em várias áreas.

No estado central de Puebla foi registada a queda das torres da Igreja de Cholula.

Em Morelos também há registo de danos e o governador, Graco Ramirez, anunciou a ativação de serviços de emergência.

Este sismo acontece no dia em que se completam 32 anos desde que um poderoso terramoto deixou milhares de mortes na Cidade do México.

Os cidadãos saíram à rua, duas horas antes do sismo de hoje para um simulacro que marcava esse terramoto de 1985.

Qual a sua opinião?