in

Mau tempo: Número de desalojados aumenta para 77 em sete mil ocorrências

Lisboa, 20 dez 2019 (Lusa) — O número de desalojados devido ao mau tempo que assola Portugal continental desde quarta-feira aumentou para 77, registando-se até às 12:00 de hoje cerca de sete mil ocorrências, com dois mortos e um desaparecido.

A informação foi referida aos jornalistas por Pedro Nunes, comandante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), numa altura em que a depressão Elsa continua em deslocação de norte para sul.

“Até às 12:00 registaram-se sete mil ocorrências, envolvendo 21 mil operacionais”, disse Pedro Nunes.

O comandante referiu que os distritos mais afetados são Porto, Aveiro, Coimbra, Viseu, Braga e Lisboa, sendo a maior parte das ocorrências relacionadas com inundações e quedas de árvores.

Pedro Nunes referiu também que foi acionado o plano de cheias para a bacia do Tejo e admitiu a possibilidade para “estradas nacionais e regionais cortadas” no distrito de Santarém, no final do dia.

“Até às 20:00 deverá existir um agravamento do estado do tempo, sendo depois expectável que comece a estabilizar”, afirmou.

Pedro Nunes indicou a possibilidade de inundações no Douro, com especial atenção para Régua e a foz, nas duas margens, afirmando que os caudais “não estão a estabilizar”, podendo agravar-se a situação “durante a tarde e a noite”.

Em relação ao rio Tâmega, Pedro Nunes referiu que o caudal baixou no período da manha, mas que em Chaves e Amarante poderá agravar-se novamente.

RCP // ROC

Deixe uma resposta

Loading…

0

BPN custou ao Estado 4.900 ME entre 2011 e 2018 – Tribunal de Contas

OE2020: Rio diz que discrepâncias são “indesmentíveis” e acusa Centeno de “baixar o nível”