Médico na cadeia por abusar sexualmente de rapaz de 16 anos

0 447

Francisco Paulo, médico de 61 anos, foi esta terça-feira entregue pela Polícia Judiciária do Porto na cadeia de Custoias para cumprir uma pena de quatro anos e dois meses de prisão por ter violado um jovem de 16 anos. Os factos remontam a abril de 2014, tendo sido condenado por dois crimes: importunação sexual e violação.

O médico de clínica geral exercia funções no Centro de Saúde de Agualva, no Cacém, Sintra, e na sequência do processo judicial acabou por ser despedido da função pública depois de terminado o processo disciplinar que concluiu que “houve violação grave dos deveres gerais do trabalhador”, no âmbito da carreira especial de médico.

O despedimento foi consumado a 18 de junho de 2015, pouco mais de um ano depois de terem sido cometidos os crimes.

O clínico, que se mantém inscrito na Ordem dos Médicos, passou a exercer funções numa clínica privada que ele próprio criou nessa altura e onde se manteve ao serviço até há poucas semanas, altura em que se deslocou para o norte do país depois de perceber que o acórdão que o condenava a quatro anos e dois meses de cadeia já não tinha hipótese de recurso e teria de cumprir a pena.

Francisco Paulo é casado e tem quatro filhos, todos menores de idade. Em abril de 2014 tentou abusar sexualmente de um rapaz, na altura com 16 anos. A vítima nada contou até que acabou por ser violada, duas semanas depois, pelo clínico. Apresentou queixa na PJ e, no julgamento, os juízes não tiveram dúvida de que ocorreram os crimes.

Publicado originalmente em: Correio da Manha

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.