Menina de 11 anos dá à luz após ser violada em grupo

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Uma menina de 11 anos deu à luz em Rajkot, na Índia, após ter sido violada por um grupo de cinco homens e um jovem, um deles que será o pai da criança.

O caso só foi conhecido depois da menor finalmente denunciar os abusos, quando já estava grávida de oito meses.

Segundo as autoridades, os homens atuaram em grupo e aliciaram a menor com promessas de trabalho como empregada de limpeza antes de a violarem.

A queixa na polícia foi formalizada pela mãe da menina. Os seis suspeitos já foram detidos e estão a ser interrogados pelas autoridades.

Tratam-se de Nanji Javiya, de 67 anos, Arvind Kubawat, de 52, Vijanand Maiyad, de 47, Vipul Chavda, de 40, Govind Sakariya, de 60, e um jovem de 17 anos cuja identidade não é revelada pela polícia indiana.

“Esta rapariga vem de uma família com muitas dificuldades. O pai dela está desempregado há vários anos devido a problemas de saúde e a mãe trabalha como empregada de limpeza.

A vítima foi aliciada com promessas de dinheiro e o caso só veio a público quando a criança descobriu estar grávida de oito meses.

Ela escondeu os abusos por vergonha e só contou à mãe quando já não conseguia manter a mentira”, explica um oficial da polícia indiana.

O bebé nasceu de cesariana e encontra-se numa unidade especializada depois de complicações pós-parto. “A vítima está estável.

O recém-nascido teve alguns problemas respiratórios após o nascimento e foi internado num hospital especializado em cuidados neo-natais”, adianta fonte policial.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!