Menina de três anos foi violada, queimada e agredida em casa

0 11

Uma menina de três anos está internada nos cuidados intensivos de um hospital francês, depois de alegadamente ter sido violada e espancada pelo padrasto, na localidade de Bornel, departamento de Oise.

O homem de 29 anos está preso preventivamente e a mãe encontra-se com termo de identidade e residência.

Segundo o jornal “Le Parisien”, o caso foi descoberto depois de a menina ter dado entrada no hospital de Beuavais, na última semana, com a indicação de que teria caído na banheira.

Os médicos suspeitavam de traumatismo craniano e transferiram-na para outro centro hospitalar, mas ao aprofundar os exames acabaram por descobrir hematomas, vestígios de mordidelas e queimaduras provocadas por água a ferver.

Exames ginecológicos mostraram vestígios de violação e que alguns dos hematomas não são recentes, o que indica violência repetida.

O padrasto e a mãe são suspeitos de “violência intencional contra crianças menores de 15 anos” e violação, revelou o procurador de Senlis, Jean-Baptiste Bladier, apesar de negarem quaisquer maus-tratos.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.