Menino de oito anos desaparecido há dez dias em Espanha

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Gabriel Cruz, de oito anos, está desaparecido há dez dias em Espanha. O alerta foi dado pela avó do menino no passado dia 27 de fevereiro quando começou a achar estranho o atraso do neto.

O menino tinha ido a pé até a casa do primo, que fica a apenas 150 metros de distância da habitação da avó, mas nunca chegou ao destino.

A familiar apenas conseguiu ver o menino até cerca de 80 metros percorridos, pelo que o que aconteceu nos restantes continua por se descobrir.

O Ministério do Interior anunciou no dia 02 de março, três dias depois do desaparecimento, a detenção de Diego Fa, mas não garantiu a ligação ao caso.

Segundo estes, o homem, de 42 anos, quebrou a ordem de afastamento de 100 metros para com a mãe da criança depois de ter sido denunciado por assédio sexual.

O pai Ángel Cruz e a namorada encontraram uma camisola interior branca durante a participação na investigação, perto da Estação de Tratamento de Águas, a 3,5 quilómetros do último local em que o menino foi visto.

Os testes de ADN realizados revelaram que a peça de roupa pertencia a Gabriel.

Menino de oito anos desaparecido há dez dias em Espanha

As autoridades espanholas já garantiram a continuidade das buscas “sem descanso e sem economizar meios” para encontrarem Gabriel.

A mãe, Patricia Ramírez, garantiu à imprensa local que o filho não se perdeu, por conhecer muito bem a zona. “Não faz loucuras e é obediente”, sublinhou ainda a progenitora.

Na última vez que foi visto, Gabriel Cruz Ramírez tinha umas calças pretas com faixas laterais brancas, uma camisola branca e um casaco vermelho com capuz.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente e partilhe a sua opinião!

Vídeo do dia