Milhares correm a Maratona do Porto já neste domingo

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A 14ª edição da EDP Maratona do Porto realiza-se já neste domingo, 5 de novembro, com partida marcada para as 9 horas junto ao Sea Life (Rotunda do Castelo do Queijo) e final no Queimódromo.

A corrida principal, na distância de 42,195 km, ultrapassou já os seis mil inscritos, enquanto a Family Race (15 km) esgotou o limite de cinco mil participantes, existindo ainda vagas para a Fan Race, uma caminhada com distância de 6 km, sem fins competitivos e destinada a todas as classes etárias.

A EDP Maratona do Porto vai evoluir, como habitualmente, pelos concelhos do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, num percurso que muitos consideram ser um dos mais bonitos de todas as grandes maratonas internacionais. A organização acredita que será possível bater os recordes do percurso da corrida principal, tanto no setor masculino como no feminino.

No caso do masculino, o recorde da Maratona do Porto está fixado em 2h09m51s, tendo sido estabelecido na edição de 2011 pelo queniano Philemon Baaru. A lista de presenças deste ano é liderada pelo queniano Lawrence Kimaiyo, com um recorde pessoal de 2h07m01s, estabelecido em 2011. O compatriota Jakson Limo, que já correu a maratona em 2h09m06s, é outro dos potenciais candidatos a vencer esta edição.

Vencedor da edição de 2014, o etíope Workneh Fikire Serbessa está de regresso ao Porto e é outros dos nomes a ter em conta na discussão pela vitória. No capítulo das estreias, destaque também para os quenianos Emmanuel Bor e Charles Kikoech Cheruyot, e ainda para o eritreu Teklemariam Medhin.

No que se refere aos portugueses, sobressaem as presenças de Daniel Pinheiro, Miguel Ribeiro, Bruno Silva, Ricardo Dias e Pedro Silva. Rui Pedro Silva estará presente, mas com a função de “lebre” até ao km 15.

Quanto ao setor feminino, cujo recorde foi estabelecido na última edição (2h29m13s) pela queniana Loice Kiptoo, a possibilidade de uma vitória lusa é este ano bem real, já que a melhor marca entre todas as inscritas pertence, precisamente, a Carla Salomé Rocha, com 2h27m08s.

Contudo, a concorrência será de peso, tanto mais que à partida estará a experiente Mónica Jepkoech (2h27m26s), recente vencedora da Meia Maratona do Porto, disputada a 17 de setembro. Entre as portuguesas, destaque ainda para as estreias nesta distância das sportinguistas Ana Mafalda Ferreira e Rosa Madureira.

Na Family Race, a frente da corrida conta também com vários atletas de elite a disputar os primeiros lugares do pódio. No setor feminino, Silvana Dias (S. L. Benfica), Leonor Carneiro, Vanda Ribeiro (Grecas), Mónica Silva, Justyna Wojcik (A. C. D. S. João da Serra), Luísa Oliveira (Paredes Aventura), Doroteia Peixoto (Amigos da Montanha) e Marta Martins (S. C. Braga) são presenças confirmadas.

Já no setor masculino, o fundista Alberto Chaíça (Ingleses F. C.) volta a correr no Porto, depois de, em 2009, se ter classificado em 2.º lugar na Maratona do Porto, a apenas 6 segundos do vencedor. Vítor Oliveira (Maia A. C.), Marc Hurtado Sabater (Running Fiz) e Jorge Santa Cruz (S. C. Braga) são outros dos atletas confirmados para a distância de 15 km no próximo domingo.

Recorde-se que, nesta sexta-feira e no sábado, no período compreendido entre as 10 e as 19 horas, decorre a Expo Maratona no Centro de Congressos da Alfândega do Porto. Além do levantamento dos kits de participantes, o espaço, com quase 8 mil metros quadrados, acolhe uma feira dedicada ao Running – a “Pasta Party” – um concerto de Fado e várias conferências dedicadas ao Running.

Realização da prova obriga a alguns condicionamentos de trânsito

A realização da Maratona do Porto irá obrigar, como habitual, a alguns constrangimentos de trânsito, conforme plano de mobilidade em anexo. Entre as principais alterações, está o encerramento de toda a marginal, desde a Rotunda da Anémona até à Rua de Sabrosa, antes da Rotunda do Freixo, das 8 às 17 horas de domingo (dia 5).

O parque de estacionamento da Casa da Música terá disponível a modalidade “park and ride”, ou seja, será possível estacionar o carro por 0,95 euros por um período de 12 horas e apanhar um dos autocarros da STCP que levam até ao local da prova.

A STCP terá igualmente várias alterações (disponíveis no site da empresa) nas linhas que passam nos locais das provas.

Qual a sua opinião?