Ministério dos Negócios Estrangeiros abre 85 vagas para Estágios Profissionais

Detectamos que usa um AdBlock

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o AdBlock (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Estão abertas entre 9 a 20 de março as candidaturas ao Programa de Estágios Profissionais na Administração Central do Estado específico para os serviços periféricos externos do Ministério dos Negócios Estrangeiros (PEPAC-MNE).

O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) vai proporcionar a integração de 85 estagiários em Embaixadas, Consulados, Missões e Representações. Os estágios terão a duração de um ano, sendo elegíveis jovens licenciados, com idade até aos 30 anos ou 35 anos, no caso de serem portadores de incapacidade permanente igual ou superior a 60%.

Os estagiários desempenharão funções no âmbito da Política Externa, de acordo com uma das áreas de estágio a que se poderão candidatar: Diplomacia Económica ou Diplomacia Política e Apoio Consular.

As candidaturas aos serviços periféricos externos do MNE estarão abertas de 9 a 20 de março de 2017 e a sua submissão será efetuada on-line nesta página.

Os estágios profissionais terão início a 1 de setembro de 2017, como previsto na Portaria n.º 331-A/2016, de 22 de dezembro.

O PEPAC-MNE destina-se a apoiar a formação num contexto de trabalho internacional. Cada candidato pode concorrer a uma única área de estágio, à qual correspondem áreas específicas de educação e formação académicas.

Os candidatos são selecionados através de avaliação curricular e entrevista. A avaliação curricular incide sobre as habilitações académicas, experiência profissional e o domínio da língua portuguesa e de línguas estrangeiras.

Na entrevista serão avaliadas as características do candidato adequadas à satisfação das necessidades concretas das vagas a prover. A entrevista de seleção será conduzida por Comissões de Seleção e Avaliação (CSA) para cada uma das áreas de estágio.

A colocação dos candidatos nos serviços periféricos externos é da competência da Secretária-Geral do MNE e realizada com base na lista de ordenação final, aprovada pelas Comissões de Seleção e Avaliação. A aceitação ou recusa da proposta de estágio determina a rejeição das demais vagas.

Os estagiários receberão uma bolsa mensal em função do país onde o estágio decorre e um subsídio de refeição, de montante idêntico ao da generalidade dos trabalhadores que exercem funções públicas. Beneficiarão ainda de um seguro obrigatório de acidentes de trabalho, de uma viagem de ida e de volta entre Portugal e o país onde se realiza o estágio e de uma consulta de viajante e respetiva vacinação.

A avaliação dos estagiários será realizada no final do primeiro semestre e na conclusão do estágio, de acordo com as regras e os critérios da avaliação definidos pelo INA, sob proposta do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Para assinalar a conclusão da 2.ª Edição do PEPAC-MNE e com o objetivo de promover a integração dos estagiários no mercado de trabalho, o MNE irá promover um seminário final, para o qual serão convidadas entidades e empresas recrutadoras.

Qual a sua opinião?