Obrigado por visitar o Informa+

Utilizamos cookies para melhorar a experiência do utilizador, fornecer funcionalidades de redes sociais, personalizar conteúdos, anúncios e analisar o tráfego no site. Consente? Pode alterar as suas definições de cookies em qualquer altura.

PUB
Categories: Portugal
| Em
05/02/2020 11:23

Ministério Público investiga publicação polémica da polícia sobre “doenças” de Cláudia Simões

O Ministério Público vai investigar a publicação que o Sindicato Unificado da Polícia de Segurança Pública deixou nas redes sociais, onde mostrava os braços do polícia que esteve envolvido na detenção de Cláudia Simões, e que dizia ter sido mordido. Nessa publicação, o sindicato desejava as melhoras e sugeria que a mulher poderia ter doenças graves.

PUB

A Procuradoria-Geral da República confirmou ao Notícias ao Minuto que teria sido apresentada queixa pela Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial e que esta “foi remetida ao DIAP de Lisboa onde deu origem a um inquérito”.

Recorde a publicação

O Sindicato Unificado da PSP partilhou uma imagem que mostrava os ferimentos que o agente terá sofrido durante a detenção de Cláudia Simões.

Na legenda da publicação, surgia uma mensagem de desejo de melhoras ao agente, que dizia esperar que este não tivesse contraído “doenças graves”.

O texto partilhado originou uma onda de críticas e motivou a retirada da publicação.

A Direção Nacional da PSP assegurou ao jornal Expresso não ter tido nada a ver a com publicação do sindicato, nem ter feito qualquer tipo de pressão para que fosse retirada.

PUB
Receba notícias de última hora e informações importantes sobre Portugal e o mundo, basta clicar gosto ➜  
Partilhar
Mais informação sobre: Cláudia SimõesPolémica
PUB
Comente. Dê a sua opinião
PUB