Missão Opportunity da NASA em Marte chega ao fim

0 37

Redação, 13 fev (Lusa) – A agência espacial norte-americana NASA deu hoje por terminada a missão do veículo robotizado Opportunity em Marte, que permitiu aos cientistas concluírem que o planeta terá tido no passado água como a Terra.

A ‘morte’ do Opportunity, ao fim de 15 anos em solo marciano, foi anunciada em comunicado e depois de a NASA ter esgotado todas as tentativas, a última das quais na terça-feira, para restabelecer as comunicações com o veículo.

O Opportunity deixou de comunicar com a Terra em 10 de junho de 2018, depois de ter sido atingido por uma grande tempestade de poeira.

A NASA destaca como feitos da missão, que tinha como meta a exploração da superfície de Marte, a descoberta de hematite – um mineral que se forma na água – no local onde o veículo robotizado aterrou, a região plana Meridiani Planum, e vestígios de que numa das suas crateras, a Endeavour, terá havido no passado água líquida em proporções semelhantes às de uma lagoa ou um lago da Terra.

Apesar de Marte ser hoje um planeta inóspito, os cientistas defendem que o planeta terá tido água líquida e condições favoráveis para albergar a vida tal como se conhece.

Atualmente, a NASA tem duas missões robóticas em Marte – a Curiosity e a InSight – e prepara-se para lançar, em julho de 2020, uma outra, a Mars 2020, que irá à procura, juntamente com a missão europeia ExoMars, de sinais de vida microbiana passada no planeta.

O veículo robotizado Curiosity está a explorar a superfície marciana, em particular a cratera Gale, há mais de seis anos, enquanto a sonda InSight, que chegou a Marte em 26 de novembro de 2018, vai estudar o interior do planeta.

Comente, dê a sua opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado.