in

ModaLisboa: 54.ª edição continua hoje com Sangue Novo, Valentim Quaresma e Carlos Gil

Lisboa, 06 mar 2020 (Lusa) — A 54.ª edição da ModaLisboa prossegue hoje, na zona do Campo de Santa Clara, com a final do concurso Sangue Novo, a apresentação das coleções de Carolina Machado, Duarte, Valentim Quaresma e Carlos Gil, e atividades abertas ao público.

Esta edição arrancou na quinta-feira, nos Paços do Concelho, e hoje ‘muda-se’ para a zona do Campo de Santa Clara, onde decorre a Feira da Ladra, mais especificamente para o Mercado de Santa Clara e as antigas Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento (OGFE).

Hoje, acessíveis apenas por convite, na sala de desfiles das antigas OGFE, serão apresentadas as coleções de Carolina Machado, Duarte, Valentim Quaresma e Carlos Gil. Além disso, decorre a final do concurso Sangue Novo.

Na final competem cinco dos seis ‘designers’ apurados há seis meses, na 53.ª edição da ModaLisboa: Cêlá, Filipe Cerejo, Flávia Brito (Brasil) e Francisco Pereira. O sexto ‘designer’ apurado para a final, Louis Appelmans (Bélgica), segundo a ModaLisboa, “entretanto iniciou um estágio na Kenzo, em Paris, e não conseguiu desenvolver uma nova coleção para a final”.

Os finalistas receberam mil euros cada um para prepararem uma nova coleção a apresentar nesta edição da ModaLisboa.

Os ‘designers’ competem por três prémios: ModaLisboa em parceria com a escola italiana Polimoda (um mestrado em Design de Moda ou em Design de Coleção mais 3.500 euros), ModaLisboa em parceria com a Tintex Textiles (residência de três semanas na Tintex mais dois mil euros) e The Feeting Room (venda da coleção nas lojas The Feeting Room de Lisboa e do Porto).

Embora os desfiles sejam apenas acessíveis por convite, há uma série de outras atividades abertas ao público nas antigas OGFE, entre hoje e domingo.

No Mercado de Santa Clara estará a funcionar, das 12:00 às 18:00 de hoje, uma loja temporária com peças de ‘designers’ europeus.

Pela primeira vez, a ModaLisboa apresenta um alinhamento artístico, que inclui hoje atuações de Mike 11 (às 19:30) e Mistah Isaac (às 22:00).

Nesta edição, regressam as exposições da Workstation, a ‘pop-up store’ (loja temporária) Wonder Room, que funcionará entre as 16:00 e as 22:00, de hoje, e o Check Point, um espaço de encontro da indústria, que inclui oficinas e debates, que exigem inscrição prévia.

E porque a sustentabilidade na indústria da moda é uma preocupação cada vez maior, nesta edição haverá um ‘lounge’ onde quatro projetos – Catalyst, Fashion Revolution, Planetiers e WWF — “falam da inovação tecnológica da indústria, das pessoas que fazem as roupas, de como o futuro pode ser verde, de como a água é o bem de luxo mais precioso”.

Além disso, haverá nas antigas OGFE três contentores, personalizados por artistas – Rita Ravasco, Gonçalo Mar e RAF – e espalhados pelo recinto, “onde qualquer pessoa poderá depositar roupa, calçado e têxtil lar que já não queira, mas que outros podem querer”.

Os horários e outras informações sobre as atividades podem ser consultados em www.modalisboa.pt.

A 54.ª edição, na qual são apresentadas coleções para o próximo outono/inverno, decorre até domingo.

Sugestões para ti