Morre atropelada à porta de casa

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Maria das Neves de Jesus, de 86 anos, tinha acabado de pagar a conta da luz numa papelaria em frente a sua casa, quando foi mortalmente atropelada por um camião, esta quinta-feira de manhã, ao atravessar a EN1, à porta da habitação, na Malaposta, em Anadia.

O alerta aos bombeiros foi dado por volta das 10h30 pelos moradores, que se aperceberam do violento acidente.

“Eu tinha acabado de estar com ela em minha casa, despediu-se de mim a dizer que ia pagar a conta da luz e nunca mais voltou. Ouvi um barulho e, quando vim à porta, já não havia nada a fazer. Vi um cenário de horror”, contou Carmina Ferreira, vizinha da vítima, que a descreve como uma pessoa “extremamente simpática e sempre pronta a ajudar os outros”.

“Toda a gente a conhecia aqui, era a nossa ‘Marquitas’. O marido morreu há muitos anos e ela não tinha filhos. Vivia aqui sozinha e nós éramos a sua companhia”, acrescentou.

O condutor do pesado de mercadorias já não conseguiu travar a tempo de evitar o pior e a mulher acabou por ser atingida num cruzamento com semáforos, mas sem passadeira. O corpo de Maria das Neves de Jesus ficou preso no rodado do camião e, à chegada das equipas de socorro, já nada havia a fazer pela vítima.

“O nosso vizinho, que estava no café, viu tudo através da janela e ainda correu aos gritos. Devíamos ter uma passadeira nesta zona para evitar que as pessoas tenham de correr estes perigos quando querem atravessar”, referiu Maria Augusta Matos, moradora.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente, dê a sua opinião!