in

Morreu o arquiteto João de Almeida, fundador do Movimento de Renovação da Arte Religiosa

Lisboa, 22 jun 2020 (Lusa) – O arquiteto e pintor João de Almeida, fundador do Movimento de Renovação da Arte Religiosa (MRAR) morreu hoje, em Lisboa, aos 92 anos, disse à agência Lusa fonte da Fundação Medeiros e Almeida.

De acordo com a mesma fonte, o arquiteto, que participou na reabilitação dos Paços do Concelho de Lisboa, e foi responsável pela renovação do Museu Nacional de Arte Antiga, foi vítima de várias complicações de saúde.

João de Almeida tinha sido internado na madrugada de domingo, no Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, onde veio a falecer na madrugada de hoje, indicou a fonte da fundação, de cujo conselho de administração o arquiteto fazia parte.

Nascido em Lisboa, João Paiva Raposo de Almeida dedicou a vida sobretudo à arquitetura e também à pintura, e foi um dos fundadores, com os arquitetos Nuno Portas e Nuno Teotónio Pereira, do Movimento de Renovação da Arte Religiosa (MRAR), ativo nos anos 1950 e 1960, que marcou a arquitetura e as artes em Portugal.

Deixe uma resposta

Loading…

0

Covid-19: Costa defende que novas restrições na Grande Lisboa evitam prejuízos da cerca sanitária

Mais de 60 autores portugueses na Feira do Livro de Leipzig em 2021