Morta pelo namorado com corda no pescoço

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

Uma mulher de 23 anos foi morta pelo namorado na casa onde ambos residiam, na Encosta da Luz, Pontinha, Odivelas. A vítima terá sido estrangulada até à morte com uma corda no pescoço.

O homicida, um imigrante paquistanês de 28 anos, entregou-se na PSP de Odivelas após consumar o crime e será hoje presente a tribunal.

O crime ocorreu pelas 18h50 de sábado, no interior de uma habitação do bairro da Encosta da Luz. Desconhecem-se ainda os contornos do homicídio.

Apenas se sabe que Silvina Magali Santos, a vítima, caboverdiana de 23 anos, terá sido estrangulada até à morte pelo namorado, com recurso a uma corda.

Quando teve a certeza de que tinha morto a companheira, o imigrante paquistanês saiu de casa ao volante do carro e conduziu até à esquadra da PSP de Odivelas.

Morta pelo namorado com corda no pescoço

Ao graduado de serviço confessou a prática do homicídio. Regressou a casa, algemado e acompanhado por elementos policiais, conduzindo-os ao corpo de Silvina Santos.

De imediato foi interdito o acesso ao prédio onde ocorreu o crime, tendo o mesmo sido vistoriado por inspetores da Secção de Homicídios da Polícia Judiciária de Lisboa, que iniciaram a investigação.

O cadáver de Silvina Magali Santos foi removido, ao final da noite, por agentes do serviço de automaca da PSP. Encontra-se neste momento no Instituto de Medicina Legal de Lisboa, onde será autopsiado.

O homicida ficou detido na esquadra da PSP de Loures e vai esta manhã ao juiz.

Comerciante

Ao que o CM apurou, o homicida é um imigrante paquistanês de 28 anos, comerciante no concelho de Odivelas. A PSP desconhece, ainda, se o homem terá mais família em Portugal.

Despercebido

O nosso jornal esteve ontem no bairro da Encosta da Luz, e muitas pessoas disseram que o crime de sábado “passou despercebido”. “Vimos PSP, mas é normal”, disse um morador.

Ocupação ilegal

O bairro da Encosta da Luz é de génese ilegal, constituído por muitas casas ocupadas ilegalmente. Nos últimos 20 anos, outras casas foram construídas já com os necessários alvarás municipais.

Este artigo foi publicado originalmente no Correio da Manhã

Recomendações

Recomendações

Comente, dê a sua opinião!