Mulher que se queixou de violação na Maia desistiu da denúncia

Detectámos que tem um Ad Block ativo

Utilizamos anúncios para ajudar a manter o nosso site, considere desativar o Ad Block (bloqueador de anúncios) no nosso site para poder ver os conteúdos.

Os nossos anúncios não são intrusivos!

A mulher que, quarta-feira de manhã, disse ter sido violada por dois homens no Parque Urbano Novo Rumo, na Maia, depois de sair do metro, desistiu da denúncia.

A alegada vítima dizia ter saído do metro na estação Parque Maia, cerca da 1.30 horas da manhã. Ao atravessar o parque, junto àquela estação, teria sido agarrada e violada por dois homens.

Depois do suposto crime, voltou para a estação de metro e pediu ajuda a um homem que estava a passar. Foi chamado o 112, que a transportou ao hospital de S. João, no Porto, para fazer exames médicos.

Quando foi ouvida pela Polícia Judiciária, a mulher não conseguiu sustentar a sua versão dos factos e acabou por desistir da queixa. Esta não terá sido a primeira vez em que esteve envolvida num episódio semelhante.

Este artigo foi publicado originalmente no Jornal de Notícias

Recomendações

Recomendações

Comente, dê a sua opinião!