Mulher rapta bebé no hospital de São João no Porto “por amor”

O Investigação CM desta segunda-feira revela-lhe em primeira mão toda a história que esteve por detrás do rapto do bebé no Hospital de São João, no Porto, levado a cabo por Laura Argentina Silva.

Tudo começou nos últimos meses de 2018, quando o colega de trabalho com quem Laura esteve envolvida durante um ano terminou a relação. Eram ambos camionistas e mantiveram o romance em segredo, uma vez que o homem era casado.

Laura decidiu forjar uma gravidez para reatar o relacionamento. Falsificou duas ecografias, um boletim de grávida e comprou roupas de bebé, que espalhou pela casa. Convenceu o homem de que iria ser pai muito em breve.

Nos dias que se seguiram, enviou para o antigo amante fotografias de uma bebé. Dizia que a recém-nascida que surgia nas imagens era Vitória Mariana, mas recusava sempre mostrar a menina ao alegado pai.

Horas antes de cometer o crime, Laura encontrou-se com o amante na sua casa. Foram depois juntos à Ordem do Carmo, onde um cúmplice da arguida estava à sua espera. Esta pessoa nunca foi identificada pelas autoridades, mas a investigação acredita que seria alguém que tentou ajudar Laura a dar credibilidade à história.

Publicado originalmente em: Correio da Manhã

Outros conteúdos na web

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Recomendados

Recomendados