Mulher vai de faca ao café à procura do cunhado para cobrar dívida

Maria Aparecida Camargo de 35 anos estava determinada a ajustar contas com o cunhado, por uma alegada dívida de 80 mil euros.

No domingo à tarde foi três vezes ao café que o familiar costumava frequentar, em Santa Tecla, Braga, à sua procura. Ia de faca na mão e fez várias ameaças. Nesse mesmo dia, a esteticista e o marido foram até casa do cunhado, em Ferreiros.

Partiram-lhe os vidros do carro e, já pelas 23h00, agrediram-no brutalmente. O homem de 49 anos foi esfaqueado várias vezes na cabeça e no abdómen pela arguida, após ter sido espancado pelo irmão. A mulher acabou detida pela PJ de Braga.

Presente a juiz, esta terça-feira, no Tribunal de Guimarães, a suspeita foi depois levada para a cadeia.

Maria Aparecida Camargo – que tem um filho de 13 anos, de uma anterior relação – vai ficar presa no estabelecimento prisional feminino de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, até estarem reunidas as condições para ficar em prisão domiciliária, com vigilância eletrónica.

Já o marido, Paulo Guerreiro, foi constituído arguido, indiciado por ofensas à integridade física, mas não foi detido. A mulher está indiciada por homicídio na forma tentada e ofensas à integridade física.

Ontem à tarde, chegou ao tribunal de rosto tapado e não quebrou o silêncio que tinha mantido perante os inspetores da Polícia Judiciária de Braga. Não explicou o que a levou a agredir brutalmente os familiares.

A violência extrema do ato levou o juiz a privá-la da liberdade

Publicado originalmente em: Correio da Manhã

Recomendados

Recomendados

Comente, qual a sua opinião?
A carregar...

Outros conteúdos na web